Alimentação para Idoso – O consumo de alimentos mais saudáveis ajuda a prolongar a longevidade, além de prevenir o aparecimento de problemas como colesterol alto, hipertensão e sobrepeso.

Alimentação para Idoso o avanço da idade, o nosso organismo sofre alterações que são encontradas em todos os idosos e são próprias do processo de envelhecimento normal, nesta etapa da vida, de acordo com a Nutricionista da MedSênior, Giselli Prucoli, ter uma alimentação adequada é essencial para contribuir para a saúde e o bem-estar.

Responsável pela oficina NutriSaber, desenvolvida pela operadora, a nutricionista ressalta que manter bons hábitos alimentares é fundamental em qualquer monte da vida. Mas, em especial na terceira idade, o consumo de alimentos mais saudáveis contribui para a longevidade, além de prevenir o aparecimento de doenças como dislipidemias (colesterol e/ou triglicérides elevados), hipertensão, diabetes e sobrepeso.

Segunda Giselli Procoli, alimentação para Idoso precisa ser variado, colorido e saudável. Entre os alimentos que precisam estar presentes na alimentação no dia-a-dia, estão os que contêm ferro, como feijão, rúcula, agrião e carne vermelha, uma vez que eles previnem a anemia, Vale incluir alimentos ricos em Vitamina C, como laranja, acerola e a cenoura, pois eles, além de proteger o sistema imunológico do idoso, aumenta a absorção do ferro presente nos vegetais. Também consuma diariamente alimentos ricos em cálcio (presente no leite, derivados e vegetais verdes escuros) , que ajudam a manter os ossos fortes e saudáveis.

Fique atento.

  • Pular as refeições podem trazer malefícios à saúde e fazer com que o corpo estoque gordura, o que colabora para aumento do peso. As refeições devem ser acionadas (pequenas porções) em intervalos de três em três horas.
  • A alimentação para idoso precisa evitar consumir alimentos industrializados. Eles são ricos em gorduras, conservantes, corantes, açúcares e sódio, e diminuem a absorção de nutrientes pelo corpo, o que dificulta o bom funcionamento do metabolismo.
  • Bebidas alcoólicas não são recomendadas para idosos. É que o álcool interage com o medicamento, podendo diminuir o seu efeito no trabalho de determinada doença, além de diminuir os reflexos da pessoa. O Consumo também não é indicado porque possui uma grande quantidade de calorias, que leva ao aumento de peso.
  • Os idoso, principalmente aqueles que já viveram ou mora no interno, acham que comida que e é forte, é aquele é feita com gordura animal, (banha, toucinho). Contudo, em qualquer idade, o recomendado é usar pouca gordura e sal, por exemplo.
  • As necessidades proteicas, coléricas e de lipídios diárias para idoso não são muito diferentes das pessoas mais jovens. Sendo assim, o apoio de um nutricionista é sempre recomendado. Ele vai indicar o cardápio mais adequado de acordo com as necessidades de cada indivíduo, respeitando as restrições dietéticas para quem tem doenças cardiovasculares, diabetes e outras ocasionadas pelo envelhecimento.

Coloque no seu prato

  • Leite e Derivados
  • Frutas, verduras e legumes
  • Alimentos integrais
  • Chás claros.

Fonte: Jornal da MedSênior.– Edição 4º Trimestre de 2017